Publicidade

Muito se tem falado em corrupção, principalmente no Brasil e na melhor das hipóteses como solucionar este problema milenar que vem a cada dia se alastrando. Como é o comportamento do povo brasileiro perante isso? Vou tentar aqui expor minha tese. Para chegar até ela vale à pena lembrar aquela velha frase proferida pelo Imperador Romano Vespasiano: “Pão e circo para o Povo”.

A última bomba que explodiu no cenário nacional foi à eleição de Renan Calheiros como presidente do senado. Como ele pode ser eleito está e a pergunta que paira no ar? A resposta é a seguinte nós votamos nele. Como assim? Foram 56 votos a favor. Um destes Senadores que você votou, veio depois a votar em Renan. O país vem sofrendo a diversos desvios, porem tudo acaba em “pizza” e o povo já esta cansado de acreditar em falsas promessas. Fora tantos escândalos que ocorreram nos últimos anos, como o Mensalão, o principal esquema de corrupção no Brasil. Para ser ter uma noção de quando falamos em desvio até a CBF, estava lavando dinheiro com o ex-presidente Ricardo Teixeira.

O que mais irrita o povo é a capacidade de depois de cometer tantas irregularidades estar impune e ocupar um grande cargo, com muitas mordomias e ainda e saber de praxe que nada aconteceu com ele, e nada vai acontecer. As redes sociais se mobilizaram com um Abaixo-assinado, que conseguiu aproximadamente cerca 1,5 milhões de assinaturas. Mas pouco adiantou.

Enquanto a novela Renan Calheiros no Senado ganhava ibope e todos os elementos de sucesso de uma boa trama, os telespectadores, o povo brasileiro, grande parte dele se preocupavam com o carnaval a festa popular “contagiante”. Mas cabe lembrar que uma verba foi investida em ajuda ao Carnaval. Enquanto o povo ria, pulando carnaval, Renan Calheiros assumia o poder bem tranquilo. A grande massa popular o que fez? Nada de útil, pensou primeiro em sua felicidade instantânea do que no futuro da nação.

E quando ao futebol que mencionei? O futebol é algo que envolve todo o país. É o lazer mais utilizado pelos brasileiros, apaixonados por este esporte. Mas a que ponto quero chegar? A mais simples possível, o povo dá tanta importância que ao mesmo tempo acaba se esquecendo de manifestar perante a política, que é importante para todos. Um exemplo bem clássico para compreender, um grande time passando por uma crise que não consegue vencer, que vem de um série de derrotas, os torcedores vão até o clube ,questionar o que está ocorrendo e de praxe se preciso quebram tudo o que veem pela frente. Mas um exemplo bem clássico disso a Seleção Brasileira de Futebol é elevada há altos patamares, e o povo intitula o treinador de “professor”, então vocês podem imaginar o nível. A maior discussão que gera quando a Seleção fracassa , é eliminada e desclassificada na Copa do Mundo ou outras em competições.

O que nós resta a fazer? Aceitar mais este absurdo? Aguardar a “justiça divina”, como alguns acreditam? Penso que temos muito ainda para aprender com a Europa, pois lá eles acompanham o cenário político e se algo ocorre errado, saem nas ruas para protestar até que tal medida seja tomada. Mas voltando ao nosso solo, as coisas não fluem bem assim. O que cabe a nós e termos o bom censo e reconhecer nossos erros, questionar as suas promessas de campanha, fazer uma avaliação crítica do governo, e não votar mais nestes Senadores que votaram em Renan Calheiros. E entender de uma vez por todas que técnico de Futebol não é Professor. E a seleção que temos que estar preparados para escalar é cobrar aquela que ocupa altos cargos em Brasília, não a Seleção Brasileira de Futebol. Assim estaremos caminhando passos largos à evolução e poderemos sonhar em ser uma nação grandiosa.