Publicidade

Estou bipolarmente inserido na conjuntura atual. Se por um lado estou conseguindo recursos para publicar mais livros, por outro estou sentindo na pele as enormes dificuldades generalizadas na população em geral.

Ao oferecer meus livros a tantas e tantos conhecidos escuto tristes desabafos em quantidade e profundidade.

Alguns nem sabendo como pagar o cartão de crédito, ainda mais com as novas regras; outros sem saber como vão acertar o aluguel; outros ainda como fazer para adquirir coisas básicas para o cotidiano doméstico.

E o pior, redundantemente, vai piorar.

Entre tantos, aquela saudade de ótimos e recentes tempos de certa fartura. Outros ainda acreditando na renovação política que se aproxima.

Em momentos de reformas políticas há certa esperança no ar. Possibilidades de serem eleitos políticos de verdade, não politiqueiros oportunistas que estão com seus dias contatos no Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa.

Retrocessos que necessitaremos décadas para retomar, voltar o desenvolvimento, aos patamares de cultura, saúde, educação e tantos outros seguimentos que, com alguns meses e dezenas de canetaços, retrocedendo várias décadas de luta e nelas minguados avanços.

Senti na pele e no bolso! Na pele com tanta tristeza que assola tantas e tantos à nossa volta e pouco podermos fazer.

No bolso por reduziu 65% minhas vendas nesta recente obra.

Mas vamos ao momento bipolar: por outro lado estou emprestando minhas obras a vários, parcela do a outros, a alguns até doando e, logicamente mantendo as doações às bibliotecas da região. Meu maior desejo é poder difundir à leitura, ficando em terceiro ou quarto lugar algum retorno financeiro. Tanto que praticamente os recursos da venda de uma obra financia boa parte de outra, sucessivamente. Sem contar com meus eternos recursos próprios nas obras.

E tem mais, sempre incentivei à literatura em geral, empresto muitas obras de outros autores a dezenas de pessoas. Minha modesta e sempre em expansão biblioteca pessoal tem sido lida por diversos públicos.

Quero aqui registrar mais uma vez o agradecimento de todas e todos que têm me apoiado de várias formas, inclusive financeira, seja na aquisição de meus livros, seja com doações, seja com apoio cultural, seja de inúmeras outras formas, mesmo que com um simples apoio moral, que também é muito importante.

Creio que a minha colheita está começando com ótimos frutos. Espero, com todas as minhas forças, de poder dividir, de alguma maneira, com muitos, estas alegrias literárias que ora chegam.

Por fim destaco que a responsabilidade ao votar é muitíssimo grande e a boa política deve ser constantemente exercida por todos.

Imagem: Internet

Sobre o autor Roque JR

Roque JR é graduando em Sociologia e História na UCS, ambos os cursos mais de 50% das disciplinas cursadas. Fotógrafo há quase três décadas. Lançou sua primeira obra literária em 1999. Editor e historiador, já publicou 18 obras literárias. Foi fundador do CASFF, da UFES, do LEO Clube Farroupilha Imigrante, militante em várias áreas em especial no meio estudantil entre 1987-2014. Atualmente dedica-se a Literatura; à Luta antimanicomial, Saúde Mental e Saúde Pública.

Visitar site do autor

Lista de Artigos de Roque JR