Publicidade

Hoje no Brasil, se faz mais politicagem do que política.

O que seria essa politicagem? Acordos, troca de cargos, troca de apoios políticos e vários outros tipos de atos ilícitos que corrompem a política brasileira. A politicagem acontece por debaixo dos panos, em restaurantes, em hotéis, aqui isso ocorre até pelo telefone.

Política é o ato de representar o povo, lutar pelos interesses do povo. Coisa que raramente acontece, o que vemos é uma deformação da política.

O que o Brasil precisa não é de combate a política, mas sim de combate a politicagem e os politiqueiros e seus descendentes.

É muito comum ouvir que todos os políticos são iguais e que o voto é apenas uma obrigação. Muitas pessoas não conhecem o poder do voto e o significado que a política tem em suas vidas.

Os candidatos são como as pessoas que procuram uma vaga para um trabalho: precisam de currículo e precisam mostrar do que são capazes. A população deve analisar o “currículo” do candidato; ver as realizações dele, procurar saber do que ele fez e não se deixar levar pelas propagandas políticas.

Votar conscientemente dá um pouco de trabalho, porém os resultados são positivos. O voto, numa democracia é uma conquista do povo e deve ser usado com critério e responsabilidade. Votar em qualquer um pode ter conseqüências negativas sérias no futuro, sendo que depois é tarde para o arrependimento.

Quando existe alguma irregularidade na eleição, deve-se consultar o Ministério Público, o qual analisa a questão e procede conforme sua organização.

Voto é direito conquistado. Ficha limpa também é eleitor de cara nova!

Arnold Toynbee (1889-1975) disse: O maior castigo para quem não gosta de política é ser governado pelos que gostam.