Publicidade

A prefeitura de Farroupilha, por intermédio da Secretaria Esporte Lazer e Juventude, está projetando um belo empreendimento no bairro Primeiro de Maio, para aproveitar a estrutura do antigo posto de saúde. Até a metade de 2018, o local será transformado em Centro da Juventude e contará com atendimento de 100 crianças por dia no contraturno escolar. Além disso, uma quadra de areia e uma praça deverão ser construídas e um programa do Governo Federal poderá transformar o local em em Estação da Juventude.

Segundo o secretário da pasta, Sedinei Catafesta, a intenção é abrir o espaço para a comunidade para que os moradores da localidade façam parte do processo já neste ano. Como o prédio precisa ser reformado para poder servir aos propósitos do projeto e as obras iniciais estão orçadas em aproximadamente R$ 70 mil, é importante a parceria entre a prefeitura e a comunidade. “Será aberta uma Chamada Pública para que entidades da comunidade possam participar da construção sendo parceiros do município. Assim, quem for contemplado poderá usufruir de parte do empreendimento e a outra parte será destinada aos jovens”, adianta o secretário.

As obras foram divididas em três etapas, sendo a primeira a reforma do prédio que pertencia à Secretaria de Saúde e já foi doado para a Secretaria de Esportes. Por meio da parceria, será possível reformar, equipar com sala de televisão, salas de jogos, salas de aula e demais equipamentos.

Ao mesmo tempo, já está em análise a liberação de recursos de emenda parlamentar do deputado Henrique Fontana (PT-RS) para a construção da quadra de areia e revitalização do terreno ao lado, transformando em um local de esporte e lazer.

Enquanto isso, o secretário busca, em Brasília, nesta semana, recursos federais para implantação da Estação Juventude, um projeto do Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional da Juventude, lançado em julho deste ano. Para se habilitar a receber recursos de projetos de Brasília, o município precisa criar, por meio de Lei, o Conselho Municipal da Juventude e um fundo específico para receber as verbas. “Com isso, poderemos receber até R$ 300 mil para o projeto, sem necessidade de contrapartida do município”, salienta Catafesta.

Contraturno
Para o contraturno, a proposta é atender cerca de 50 crianças e adolescentes de 6 a 16 anos por período, divididos em quatro turmas de 25 alunos diariamente. Um professor estará a disposição para dar aulas de reforço escolar, educação física, jogos como xadrez e outras atividades. “A ideia é tirar os jovens das ruas, proporcionar momentos de aprendizagem e atividade física”, define o secretário.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha