Publicidade

Califórnia da Canção Nativa é tema do evento que ocorre de 8 a 20 de setembro na Serra Gaúcha

O tema das festas de setembro de 2017 em Farroupilha é “Revivendo a Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul”. Declarada como Patrimônio Cultural do Rio Grande do Sul, a Califórnia é considerada a mãe dos festivais nativistas do estado e responsável pela difusão e perpetuação de diversas músicas, cantores e músicos na história gaúcha.

O objetivo da Prefeitura Municipal de Farroupilha, realizadora da Farroupilha Bem Gaúcha da através da Secretaria de Turismo e Cultura é comemorar a retomada do festival que teve início em 1971, sofreu algumas interrupções ao longo do tempo e que volta com sua 40ª edição de 8 a 10 de dezembro, no Teatro, em Uruguaiana.

Para completar a referência à Califórnia, a Farroupilha Bem Gaúcha vai homenagear o músico, cantor, compositor e acordeonista Luiz Carlos Borges, e realizar palestras sobre o evento pioneiro na cultura nativista.

Com 64 anos de idade e quase 60 de carreira musical, Borges está entre as grandes atrações do Farroupilha Bem Gaúcha. Nascido em Santo Ângelo e criado pelas regiões da Fronteira e Missões, Borges começou na música com sete anos de idade e tem mais de 30 discos gravados, sendo destaque na 9ª Califórnia, em 1979, quando interpretou a canção Tropa de Osso, grande sucesso de sua autoria, conquistando a melhor posição na linha Manifestação Rio-grandense.

A Califórnia da Canção Nativa é promovida na região da fronteira pelo CTG Sinuelo do Pago. Desde que assumiu a patronagem, a equipe do patrão Ivoné Colpo vem se dedicando ao resgate do festival, tendo realizado, depois de quatro anos de pausa, duas edições completas em 2013 e 2014, e outras duas retrospectivas nos dois anos seguintes (15 e 16). Com o pré-lançamento durante a Expointer nesta semana e com financiamento de R$ 240 mil pela Lei de Incentivo Cultura (LIC), a 40ª edição promete chegar forte para não ser mais interrompida. “Estamos recuperando a Califórnia nos últimos anos e agora teremos uma edição nova, com canções inéditas, e para não parar mais”, destaca Colpo.

De acordo com o patrão, a Califórnia trouxe uma riqueza e um ganho cultural muito grande para todo o Rio Grande do Sul, imortalizando canções, difundindo a cultura e as tradições, e sendo espelho para os diversos festivais do estado e comemorações da semana farroupilha. Segundo ele, a homenagem que o município de Farroupilha realiza neste ano é um exemplo do que a Califórnia representa. “Estar na Farroupilha Bem Gaúcha é como termos estendido o braço do nativismo e fincado a nossa bandeira na Serra. Uma bandeira que está levantada para a cultura nativista. Dá para ver que o público da Serra adotou o nativismo”, salientou.

Neste ano, além das diversas canções inéditas, a Califórnia contará com shows de Fafá de Belém, Mano Lima, Mário Bárbara, Chico Sarate, João de Almeida Neto, Mauro Moraes, Camerata do Maestro Cássio Vender, e o Grupo Valores da Nossa Terra e tertúlias livres.


A Califórnia
A primeira edição do festival foi em 1971, em Uruguaiana. Em 2004, a Califórnia ganhou o status de patrimônio cultural do Estado.

A denominação Califórnia vem do grego e significa conjunto de coisas belas. No Rio Grande do Sul, chamaram-se ‘califórnias’ as incursões guerreiras, lideradas por Chico Pedro, em 1850, na Região Cisplatina, atual Uruguai. Mais tarde, o termo foi apropriado para corridas de cavalos com mais de dois mil animais.

Mas o significado que prevaleceu foi o de ‘conjunto de coisas belas’ e ‘competições entre vários concorrentes em busca de grandes prêmios’ e inspirou o surgimento do festival.


A Farroupilha Bem Gaúcha
A 5ª edição do Farroupilha Bem Gaúcha será realizada no Largo Carlos Fetter de 8 a 20 de setembro. Durante os 13 dias de evento, estarão presentes 18 piquetes compostos por entidades e grupos de pessoas que se reúnem e montam acampamentos para celebrar a cultura e as tradições do Rio Grande do Sul em uma grande festividade e confraternização.

Financiado pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) do governo do Estado, Pro Cultura-RS, e pela lei Rouanet, o Farroupilha Bem Gaúcha é um evento sustentável que não despende recursos públicos municipais para a sua realização.

Promovido pela Prefeitura de Farroupilha, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura, e realizado pelo Produtor Cultural AM9 Produções, o evento conta com o patrocínio de Grendene, Sulgás, Lojas Colombo, Tecnova, Freuden Bier, Saindo a Cavalo, Vento Negro, Reginatto Bebidas e apoio de  Ferragem Debiasi, Entidades Tradicionalistas, Ecofar, Sesi Farroupilha, Fecomércio RS | SESC, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Unopar e Amiga Informática.


Concurso Estudantil
Para promover o intercâmbio cultural, projetar a cultura popular e tradicional do Rio Grande do sul, além da integração entre os estudantes do município, o Concurso Estudantil Farroupilha Bem Gaúcha volta para valorizar os artistas de Farroupilha desde cedo para crianças e adolescentes. As inscrições para os estudantes de toda a rede escolar, desde a educação infantil até os anos finais do ensino médio, já estão abertas e vão até o dia 6 de setembro. As apresentações, nas modalidades declamação, instrumental, intérprete, danças e chula vão ocorrer nos dias 13, 14, 15 e 18 de setembro.

Serviço:
O que: Farroupilha Bem Gaúcha
Quando: de 08 a 20 de setembro
Onde: Largo Carlos Fetter, Farroupilha-RS
Quanto: Entrada gratuita para todos os shows

Produtor Cultural: AM9 Produções
Realização: Prefeitura de Farroupilha, Secretaria de Turismo e Cultura
Patrocínio: Grendene, Sulgás, Lojas Colombo, Tecnova, Freuden Bier, Saindo a Cavalo, Vento Negro, Reginatto Bebidas
Apoio: Ferragem Debiasi, Entidades Tradicionalistas, Ecofar, Sesi Farroupilha, Fecomércio RS | SESC, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Unopar e Amiga Informática.

Fotos: divulgaçãoFonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha