Publicidade

Cinco jovens agricultores, Edevilson Pozza, Júnior Marchet, Edgar Antônio Dal Pizzol, Fernando Miguel Regalin e Bruno Girelli, foram selecionados no início deste ano pelo Poder Executivo para irem a Latina, na Itália realizar um curso técnico voltado ao cultivo do kiwi e da uva. Após seu retorno, os jovens apresentaram aos vereadores os conhecimentos adquiridos na viagem.

Latina é muito semelhante a Farroupilha quando comparado o clima e a fertilidade do solo. Apresentando técnicas avançadas, a comitiva recebeu orientações quanto a poda, irrigação e trato no combate a doenças.

Conforme dados socioeconômicos do município, 10% da economia farroupilhense vêm da agricultura. Ao longo dos anos a cultura do kiwi foi diminuindo no Brasil. Segundo aponta a Emater Farroupilha, de 2008 a 2017, o país passou de 120 produtores para 80. Ao mesmo tempo, houve o aumento da importação do fruto no Brasil, chegando a 30 milhões de quilos em 2016.

Por essa razão, os agricultores retornaram otimistas da Itália quanto ao crescimento da produção brasileira de kiwi. Segundo Fernando Regalim, com as parcerias na Itália e as técnicas aprendidas é possível aumentar a qualidade do fruto em um ou dois anos.

Para os jovens, a qualidade do produto é o que norteia as produções estrangeiras, e deve ser prioridade na nacional também.

Fotos: Gabriel Venzon | Fonte: Câmara de vereadores de Farroupilha

Publicidade