Publicidade

A Prefeitura de Farroupilha, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural e da Secretaria de Meio Ambiente, com o apoio do Sindicato dos Agricultores Familiares de Farroupilha, promoveu na sexta-feira, dia 29 de setembro, uma tarde de campo sobre a proteção de nascentes de água em uma propriedade na Linha 47, 2º distrito. Os Engenheiros Agrônomos Neiva Rech e Paulo Facchin, responsáveis técnicos do Programa Água Limpa da Prefeitura de Caxias do Sul, estiveram na propriedade para apresentar o projeto e realizar o trabalho.

O Programa Água Limpa começou a ser elaborado em Caxias do Sul ainda em 2005, com o objetivo de melhorar a qualidade da água para consumo humano e outras ações de saneamento básico, melhorando assim a qualidade de vida da população rural do município, ao lado da preservação do meio onde ela vive. O conjunto de ações para complementar o saneamento básico nas prioridades rurais contempla abastecimento com água potável, o destino adequado das águas servidas, dos dejetos de animais, dos resíduos domiciliares e das embalagens de agrotóxicos.

O abastecimento de água, em quantidade e qualidade, de forma a atender ás necessidades das famílias rurais, depende de um conjunto de ações:

  • Proteger as nascentes de água;
  • Tratar as águas servidas da cozinha e do esgoto domiciliar, destinando-os para a fossa séptica e sumidouro;
  • Construir esterqueiras bem dimensionadas e impermeabilizadas para evitar a contaminação do solo e dos mananciais hídricos;
  • Promover e participar da coleta seletiva do lixo domiciliar e das embalagens de agrotóxicos.

Na propriedade na Linha 47, em Farroupilha, foi executado o trabalho de proteção de nascentes de água, apenas como projeto piloto. A partir disso será avaliada a continuidade do projeto. O Sicredi participou da ação e se demonstrou interessado em apoiar o programa.

Em Caxias do Sul já foram recuperadas 130 nascentes de água, 400 famílias foram beneficiadas com sistema de abastecimento por meio der poços artesianos e em 30 propriedades foram instalados esterqueiras e sistemas de tratamento das águas servidas, além do recolhimento de 500 mil embalagens de agrotóxicos.

Foto: Adroir Fotógrafo | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha