Publicidade

 

Na última quinta-feira, 12 de outubro, o escritor e fotógrafo farroupilhense realizou sessão de autógrafos na 33ª Feira do Livro de Caxias do Sul, momento que trocou experiências com seus leitores, autografou livros e trocou ideias com outros escritores.

“A Feira do Livro é sempre um ambiente privilegiado para leitores, escritores e livreiros”, afirmou o escritor. Roque JR afirmou ainda que “aguardava mais de pessoas, mesmo com a chuva, pois em meu evento em rede social, várias pessoas tinham confirmado presença, outras interesse em participar”.

Houve até uma amiga que chegou no horário limite da sessão de autógrafos, 17h, como é de apenas uma hora e, logo em seguida, entra outra sessão com outro escritor ou escritora, houve um desencontro.

“Fiquei triste, pois a Tati se deslocou, com outras pessoas, principalmente para me prestigiar, e não conseguiu,” ressalta Roque JR.

No segundo semestre, segundo o escritor, sempre há maiores participações em eventos. Já estão confirmadas para o próximo mês sessões de autógrafos na 63ªFeira do Livro de Porto Alegre, sexta-feira, dia 10, entre 15h30 e 16h30; e na 26ª Feira do Livro de Carlos Barbosa, sábado, dia 11, entre 14h e 15h.

Quanto a 32ª Feira do Livro de Farroupilha, o autor aguarda confirmação de data e horário.

 

Sinopse:

Como produzir um livro e projeto literário: sugestões e dicas de estilo nos bastidores da produção. / Roque Jr. - Farroupilha, RS : do autor, DEZ2016. 88 p. : 15 cm. Bolso

     Após ler este livro terás muitas ideias a serem colocadas em prática. Aconselho-te a ir anotando alguns detalhes que pretendes aprofundar para melhor lançar teu livro: capa, correções, detalhes da letra, ficção(ou real), gráfica, número de capítulos e páginas, poesia(ou prosa), número de exemplares, tamanho, etc.

     É sempre bom enfatizar que muitos detalhes que aqui imprimo são fruto de certa experiência que tive com outras formas. Por outro lado, não são, necessariamente, regras a serem cumpridas, mas sim aperfeiçoadas. Muitos detalhes devem ser melhorados, outros criados.

     Conheci alguns escritores que doaram seus livros, apesar de todos os custos, e seus esforços em produzi-los. Outros, famosos, utilizam editoras que fazem tamanha propaganda que, a cada novo lançamento, milhares de exemplares são vendidos de inúmeras formas em poucos dias.

     Há, também, os que escrevem muito, mas nunca conseguiram publicar sequer um livro, mesmo que de forma independente. A esses, dirijo estas páginas para iniciarem no caminho das publicações e quem sabe, logo-logo, estarem com seus livros em inúmeras livrarias e sites de todo o Brasil.

Fotos: Divulgação/RoqueJR