Publicidade

Companhia pretende investir 200 milhões na construção de reservatórios e adutoras de água para atender Farroupilha, Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa.

Encerrou nesta terça-feira, dia 24, em Farroupilha, a série de audiências públicas que a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) realizou na região para apresentar o projeto de ampliação do abastecimento de água que vai beneficiar quatro municípios.

Depois de passar por Garibaldi, Carlos Barbosa e Bento Gonçalves, foi a vez da comunidade e entidades farroupilhenses conhecerem as intenções da Corsan. A proposta, que a princípio estava prevista para ocorrer apenas a partir do ano que vem, foi antecipada por meio de uma determinação do Governo federal, uma vez que envolve recursos de financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). As audiências  de detalhamento das ações fazem parte dos requisitos para o dinheiro ser liberado.

A obra prevê captação de água no rio das Antas, adutoras de água bruta e tratada e construção de uma Estação de Tratamento de Água (ETA) em Bento Gonçalves, com capacidade de 1 mil litros por segundo, no valor de R$ 166 milhões.

O diretor de Expansão da Corsan, Marcus Vinicus Caberlon, destacou que as obras devem iniciar em outubro de 2018, desde que os recursos sejam liberados. A previsão de conclusão é para 2022. “Trata-se de um investimento que prevê o crescimento urbano e garante o abastecimento das cidades em longo prazo”.

O prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves, destacou o caráter integrado da proposta. “É assim que o saneamento deve ser tratado, de forma regional, pensando na interface com os municípios vizinhos”, salientou.

A empresa pretende manter as estruturas existentes, deixando-as como reserva operacional, como os poços artesianos que hoje abastecem Carlos Barbosa e Farroupilha, que poderão ser reativados em caso de necessidade.

A construção está prevista para ser realizada em duas fazes. A primeira delas é a de produção, que será responsável por captar a água do Rio das Antas até um reservatório que será construído em Bento Gonçalves. Deste reservatório, uma tubulação trará a água para Farroupilha até em um terreno que será repassado pela prefeitura. O investimento neste trecho será de R$ 22 milhões e deve iniciar em janeiro de 2019.

Fotos: Adroir Fotógrafo | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha