Publicidade

Em 2017, A Prefeitura de Farroupilha aplicou R$ 44.788.689,98 em saúde, com recursos próprios e vinculados. O valor equivale a 21,09% do total de despesa realizada pelo município no ano.  Desse valor, R$ 24.563.500,22 foram recursos próprios e R$ 20.225.189,76 oriundos de recursos vinculados (R$ 4.252.423,00 recursos estaduais e R$ 15.972.766,76 recursos federais)

Esses recursos foram investidos em todas áreas da saúde, desde pagamento de salários de servidores, frota, transporte de pacientes, Hospital São Carlos, postos de saúde, vigilâncias sanitária e epidemiológica, entre outros. Também foram realizados mais de 240 mil procedimentos como:

  • 173 consultas na atenção básica de saúde
  • 807 consultas na tenção especializada
  • 815 exames laboratoriais coletados
  • 113 exames não-laboratoriais (eletrocardiograma, raio X, ecografia, tomografia, mamografia)
  • 45 densitometrias ósseas
  • 189 ressonâncias magnéticas
  • 415 consultas na fisioterapia e mais de 16.400 sessões de fisioterapia realizadas
  • 623 procedimentos clínicos, entre eles 110 partos normais
  • 450 procedimentos cirúrgicos, entre eles 267 partos cesáreos
  • 108 cirurgias de catarata e 28 pequenas cirurgias oftalmológicas

Além disso, o valor gasto com demandas judiciais foi de R$ 307.614,20. São procedimentos que não foram atendidos via regulação de leitos e, que por ordem da justiça, o município teve que arcar com os custos.

A Secretária de Saúde, Rosane da Rosa, ressalta o trabalho em equipe e a integração entre os serviços de saúde do município. “Serviços esses que tem como parâmetros os indicadores fornecidos pelo novo método de gestão, através do Sistema Integrado de Gestão de Serviços de Saúde – MV, onde é possível diagnosticar a real situação de saúde do nosso município. Além disso, com estes indicadores é possível elencar prioridades e planejar ações para qualificá-las de acordo com as demandas”.

Além de todas as ações desenvolvidas no ano de 2017, junto às Unidades de Saúde, o Hospital São Carlos e o Setor Administrativo da Secretaria de Saúde, Rosane destaca:

– implantação do consultório de Teleoftalmologia, junto à Unidade de Saúde do Bairro América, que é referência para toda a região da 5ª CRS (49 municípios);

– realização de cirurgias eletivas junto ao Hospital São Carlos, onde no início de 2017 havia uma demanda reprimida de mais de 1.500 cirurgias. Foram realizadas mais de mil cirurgias, diminuindo consideravelmente esta demanda;

– organização do setor administrativo;

– organização e informatização do setor de transportes da Secretaria de Saúde e viabilidade do faturamento dos transportes dos pacientes junto ao Ministério da Saúde;

– Implantação do PIM – Programa Primeira Infância Melhor;

-Implantação da Ouvidoria do SUS.

Secretaria de Saúde

A rede de saúde do município de Farroupilha é composta pelas Unidades Básicas de Saúde Central, Vila Esperança, Burati e América; Unidades Básicas com Estratégias de Saúde da Família 1º Maio, Cinquentenário, Industrial, Belvedere, Monte Pasqual, Medianeira, Cruzeiro e São José; Farmácia Popular; Centro Especializado de Saúde – CES; Centro Municipal de Fisioterapia; Centro de Apoio Psicossocial – CAPS AD; Centro de Apoio Psicossocial – CAPS I; Centro de Atenção Integral a Saúde Mental – CAISME; Serviço de Atenção Especializada – SAE; Vigilância Sanitária – junto a Secretaria da Saúde; Vigilância Epidemiológica – junto a UBS Central; Programa de Simulídeos – Borrachudos e o Departamento de Defesa Animal, localizados  junto ao CEAC.

Entre os profissionais que atuam na área de saúde do município estão médicos, odontólogos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, atendentes, higienizadoras, agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias, fisioterapeutas, psicólogos, assistente social, educadores físicos, auxiliares de saúde bucal, nutricionistas, fonoaudiólogos, fiscais, motoristas e agentes de apoio administrativo.

Setor Administrativo da Secretaria de Saúde localizado junto ao CEAC:

Serviços oferecidos a população:

  • Confecção do cartão SUS
  • Autorização de exames
  • Autorização de procedimentos
  • Marcação de consultas especializadas
  • Encaminhamentos de cirurgias
  • Encaminhamentos de exames para centros referenciados de média e alta complexidade
  • Encaminhamentos de solicitações de medicamentos especiais junto ao Estado
  • Encaminhamento de solicitação de Tratamento Fora de Domicilio (TFD) junto ao Estado para centros de referência de alta complexidade
  • Agendamento de transporte
  • Alimentação de sistema de informação como SISPRENATAL, SISCAN, SIM, SINASC, SINAN,
  • Monitoramento das filas de espera junto aos usuários
  • Atividades pertinentes a Vigilância Sanitária
  • Atividades pertinentes a Vigilância Epidemiológica
  • Programa de Simulídeos – Borrachudos
  • Departamento de Defesa Animal,
  • Gerenciamentos dos contratos com prestadores de serviços para o atendimento em saúde para a população.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha

Publicidade