Publicidade

Restos de podas terão encaminhamento correto e poderão ser utilizados para compostagem orgânica.

A redução do material orgânico destinado para o aterro sanitário é uma preocupação constante da Administração Municipal de Farroupilha. Um dos produtos que mais tem causado transtorno e gerado alto volume de despejo no aterro são os restos de podas de árvores e de limpeza, tanto no meio rural quanto urbano.

Para solucionar este problema, dar destino mais adequado aos galhos e folhagens e também para garantir insumos para a produção agrícola, a prefeitura vai receber, na próxima segunda-feira, dia 21, um triturador de galhos. A solenidade de entrega ocorre defronte ao paço municipal a partir das 9h.

A aquisição do equipamento teve investimento de R$ 143 mi. Adequado para troncos de até 30 centímetros de diâmetro e equipado com esteira, o triturador tem possibilidade de ser transportado para qualquer lugar acoplado em automóvel, caminhão ou trator. O valor investido contempla, ainda, o treinamento dos servidores que irão operar o maquinário.

Segundo o secretário do Meio Ambiente, Miguel Angelo Silveira de Souza, o material triturado será destinado ao Horto Florestal Municipal para a produção de mudas de árvores e, o material excedente, também para agricultores utilizarem em compostagens, gerando adubo orgânico para as plantações. “O mais importante é que estaremos dando, a partir do dia 21, um fim ideal para o material das podas e limpeza”, declara o secretário.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha

Publicidade