Publicidade

 Com o objetivo de proporcionar às crianças o conhecimento de valores que possam ajudá-las na construção de relações socioafetivas mais significativas, além de valorizar o meio ambiente no qual estão inseridas, a Escola Municipal dos Anjos São Roque desenvolve neste ano letivo o projeto “O que cabe no meu mundo”. Nesse sentido, a cada semana um novo tema é trabalhado.

Entre os dias 14 e 18 de maio, as professoras abordaram o incentivo à leitura com os pequenos de todas as turmas e diversas atividades diferenciadas foram desenvolvidas em sala de aula. O Berçário I comemorou o aniversário da coleguinha Cecilia e ouviu a história de varal “O aniversário do bebê”. 

Já o Berçário II fez uma releitura da história “A aranha talentosa” e confeccionou seus próprios livrinhos, além de criar o “Cantinho da Leitura” utilizando um guarda-chuva. 

A turma do Maternal I ouviu as histórias “Pela porta do coração”, contada em um varal com a participação das crianças, e “O homem que amava caixas”, que além de trabalhar os tamanhos e conceitos (dentro e fora, pequeno e grande) estimulou a criatividade e imaginação das crianças. 

Maternal II A ouviu a história “O coelho Marcos” e se divertiu com o jogo “Os pulos do coelho”, que tinha como objetivo trabalhar a contagem através da história. A turma do Maternal II B criou o “Cantinho da leitura”, que oportunizou o conhecimento de novas histórias. 

Devido a importância do tema, a EMEI dos Anjos São Roque decidiu dar continuidade ao projeto, envolvendo também a família dos alunos. Assim surgiu a “Sacola Viajante”, que tem como objetivo proporcionar às crianças e seus pais e irmãos um momento de interação e contato com a leitura, através de livros, revistas, fantoches e jornal.

A cada semana, uma criança de cada turma leva a sacola para casa na sexta-feira e a devolve na segunda-feira. A Sacola contém também um caderno de registros para que os pais escrevam como foi esse momento em família. 

É claro que um dia chuvoso sempre é convidativo para uma boa leitura. Mas quando os leitores são crianças espertas e ávidas nem só os livros chamam atenção. A água que caia do céu naquela semana despertou a curiosidade dos alunos e a criatividade das professoras Andreia Gonçalves dos Reis, Adriana Fabbris e Dieli Cousseau.

Bem agasalhados, munidos de galhochinhas, guarda-chuvas e sombrinhas as crianças foram para o pátio da escola para passear na chuva. A experiência oportunizou que elas percebessem os ciclos da natureza, tivessem o contato com diferentes estímulos sensoriais, compreendessem o “porquê” dos dias chuvosos.

Conforme a Diretora Tatiane Bettu, o Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil afirma que as crianças constroem o conhecimento a partir das interações que estabelecem com as outras pessoas e com o meio em que vivem. Por isso, atividades que fogem à rotina são tão importantes durante a educação infantil.

Fotos: Divulgação | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha

Publicidade