Publicidade

Somente em 2018, mais de sete mil pessoas serão beneficiadas pelo projeto Farroupilha Mais Esporte.

Transformar efetivamente a vida de pessoas através do esporte. É com este foco que a Prefeitura trabalha no projeto Farroupilha Mais Esporte, mantendo e agregando atividades no Centro Desportivo de Atividade Complementar, o antigo DMEL.  

Entre as ações da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude que visam a promoção da cidadania estão os Jogos Estudantis de Farroupilha (Jefs), os Festivais Esportivos, os Campeonatos Municipais e as Escolinhas Pré-Desportivas de xadrez, ginástica artística, hóquei, vôlei, handebol, futsal e basquete. Somente até o final de 2018 a previsão é atender mais de 7,7 mil pessoas com as atividades.

Escolinhas Pré-Desportivas

 

Até a década de 80 não havia atividades públicas organizadas de esporte em Farroupilha. A prática se limitava ao futebol de campo nas comunidades do interior e as atividades curriculares nas escolas. Para fomentar e incentivar o esporte desde a infância, foram criadas em 1987 as Escolinhas Pré-Desportivas. Há 31 anos, elas funcionam no Complexo Esportivo Parque Cinquentenário, atendendo gratuitamente crianças e adolescentes dos 6 aos 17 anos, no contraturno escolar da rede municipal, estadual e particular de ensino.

A primeira modalidade oferecida foi o futsal, seguida do vôlei. Basquetebol, ginástica artística e xadrez foram inseridos em 2004 e hóquei indoor, multiesportivo, iniciação esportiva e handebol em 2013. O professor de educação física, Alessandro Peroni, que hoje trabalha no Centro, também foi aluno por cinco anos. Para ele, o projeto ultrapassa as barreiras do esporte, ajudando na formação de cidadãos mais conscientes. “Essa experiência que tenho hoje, de agregar a formação social com o desenvolvimento motor deles, faz com que eu me sinta lisonjeado. É motivador vê-los crescendo nos aspectos sócio emocional, físico cinestésico, percepto cognitivo e ainda tendo atitudes do bem, em prol do objetivo comum”, ressalta.

A ex-aluna Aline Venzon conta que entrou nas escolinhas aos sete anos de idade e que a experiência inspirou sua escolha profissional “Até os 16 anos eu vivi dentro desse ginásio e isso teve uma influência total na minha história de vida. Pelos exemplos de professores que encontrei, por essa vivência, eu fiz minha escolha profissional, que foi a educação física. Além disso eu construí muitos amigos, que saíram das quadras de vôlei e ficaram na minha vida”, conta.

As atividades das escolinhas buscam desenvolver as habilidades motoras, técnicas e táticas de cada esporte, respeitando a faixa etária e a capacidade de cada criança e adolescente. Os dois filhos de Rosane Carlesso, moradora de Farroupilha, participam das atividades há três anos. Para a mãe, ter a certeza de que as crianças estão em um local seguro e que contribui para a educação, é um diferencial do município “Eu tenho a tranquilidade em deixá-los no ginásio, onde estão aprendendo a ter espírito de equipe, o respeito aos colegas, às limitações e às características de cada um. Para mim, esse projeto é um retorno daquilo que investimos no município através dos impostos, é extremamente importante para nossa cidade”, opina.

Aos 12 anos, a estudante Julia Werlang, passa praticamente todas as tardes no ginásio e mesmo com a pouca idade já consegue reconhecer os benefícios que a atividade física lhe traz. “Eu faço as escolinhas há seis anos e me sinto muito feliz. Gosto de praticar muitos esportes, mas amo a ginástica. Me sinto muito bem, ativa, adoro os professores, eles sabem ensinar e também faço muitos amigos.  Se eu não viesse aqui eu ficaria em casa vendo TV, no sofá e aqui eu aprendo a conviver com os outros, e trabalhar em equipe. É muito bom”, fala sorridente.

O Secretário Sedinei Catafesta também enfatiza os benefícios da prática esportiva, ressaltando que além da melhoria da qualidade de vida, o esporte tem papel fundamental na cidadania. “Além da saúde, as crianças, jovens e até os adultos que participam das atividades desenvolvem os valores como a solidariedade, a cooperação, o respeito, a disciplina, a superação de desafios, a interação social, a convivência e os pequenos ainda estão menos expostos às situações de risco e vulnerabilidade social”, diz.

Atualmente são atendidos 587 estudantes, de segunda à sexta-feira. Cada turma é atendida duas vezes por semana, em aulas 90 minutos e o estudante pode ser matriculado em mais de uma modalidade. Para que todos possam participar das aulas, a Prefeitura oferece ainda o transporte, gratuitamente e proporciona participação em competições de âmbito municipal, regional, estadual e nacional.  O projeto conta com o apoio da Secretaria de Educação e do Serviço Social da Indústria (SESI). “Para o futuro, nossa meta é manter a taxa de crescimento anual de participações, que está em torno de 5% ao ano, além de ampliar o roteiro do transporte, o número de modalidades, efetuar a troca e adquirir novos materiais esportivos e continuar as melhorias no Complexo Esportivo, destaca o Prefeito Claiton Gonçalves.

Neste ano, todos os pavilhões receberão pintura, parte das telhas serão trocadas e os banheiros reformados, facilitando o acesso aos portadores de necessidades especiais.

 

Jogos Estudantis de Farroupilha

Após a implantação das escolinhas, surgiram os Jogos Estudantis de Farroupilha (JEFs), na intenção de desenvolver e divulgar diferentes modalidades esportivas e proporcionar o lazer ao público. Inicialmente, os JEFs abrangiam apenas as modalidades de vôlei e futsal. Posteriormente, foram inseridos o handebol, o atletismo, o basquetebol e o xadrez.

Os JEFs acontecem anualmente no Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário, em três categorias, atendendo a faixa etária dos 11 aos 17 anos. Conforme levantamento da Secretaria, das 35 escolas existentes no município, 82% participam dos jogos estudantis em alguma modalidade.

 

Festivais e Campeonatos

Os campeonatos municipais também nasceram na década de 80 e fomentaram a criação de equipes esportivas de vôlei e futsal, compostas por pessoas de todas as idades. Já os festivais começaram em 2002, com futsal, vôlei, basquetebol e handebol. Posteriormente foram acrescentados a ginástica, hóquei, caçador, newcon, queimada e tag rúgbi. O festivais são eventos participativos, onde todos os participantes são premiados. O objetivo é apresentar às crianças as diversas modalidades esportivas.

Fotos: Divulgação | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha

Publicidade