Publicidade

O último levantamento da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) mostra que a taxa de doadores no país registrou um crescimento de 11,8% no primeiro semestre deste ano. O resultado da pesquisa aumenta a esperança para muitos que estão na fila de espera para receber um órgão.

Para falar sobre o assunto e desmistificar muitas questões, a Prefeitura de Farroupilha, através da Secretaria Municipal de Saúde, o Hospital Beneficente São Carlos (HBSC), o Grupo de Voluntários Anjos da Esperança e a Hermelu Esportes preparam a Semana de Conscientização à Doação de Órgãos e Tecidos.

A programação inicia na próxima quinta-feira, 21 e segue até o dia 30 de setembro. Nela estão incluídas palestras, encontros de pacientes transplantados, mateada, exposição de fotografias, pedágio educativo e caminhada de conscientização.

Confira e participe:

21/09 – quinta-feira

Horário: 14h

Local: Salão Nobre da Prefeitura:

Evento: Palestra Doe Órgãos, Doe Vida

Palestrante: Organização de Procura de Órgãos – OPO Caxias do Sul

Público-alvo: comunidade em geral, trabalhadores da área de saúde

 

22/09 – sexta-feira

Horário: 9h30

Evento: Encontro de Pacientes Transplantados e Capacitação sobre Captação de

Córneas

Local: Auditório do Hospital Beneficente São Carlos

Palestrante: Banco de Olhos Hospital Pompéia

Público-alvo: Funcionários do HBSC, pacientes transplantados e seus familiares

 

23/09 – sábado

Horário: 9h

Evento: Entrevista Anjos da Esperança

Local: Rádio Spaço FM

 

Horário: 14h

Local: Parque dos Pinheiros

Evento: Mateada em Prol da Semana de Conscientização à Doação de Órgãos e Tecidos

Público – alvo: comunidade em geral

 

24/09 – domingo

Horário: 11h

Evento: Missa no Santuário de Nossa Senhora do Caravaggio com exposição de fotos do trabalho realizado pelos Anjos da Esperança, Comissão Intrahospitar de Doação de

Órgãos e Tecidos do Hospital Beneficente São Carlos

 

Horário: 19h

Evento: Missa na Igreja da Matriz com exposição de fotos do trabalho realizado pelos

Anjos da Esperança e pela Comissão Intrahospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos do

Hospital Beneficente São Carlos

 

25/09 – segunda-feira

Horário: manhã e tarde

Local: Praça da Matriz

Evento: Pedágio educativo

Público-alvo: comunidade em geral

 

26/09 – terça-feira

Horário: 19h

Local: Rua Júlio de Castilhos (em frente a Croassonho)

Evento: Caminhada em Prol da Semana de Conscientização à Doação de Órgãos e

Tecidos promovida pelo Grupo de corrida Hermelu

Público-alvo: comunidade em geral

 

30/09 – sábado

Horário: 10h

Local: Praça da Matriz

Evento: Caminhada em Prol da Semana de Conscientização à Doação de Órgãos e

Tecidos promovida pelo Grupo Anjos da Esperança

Público-alvo: comunidade em geral

A Semana em Farroupilha vai ao encontro a Campanha Setembro Verde, promovida em todo o país pela a ABTO. Criado em 2012, o projeto visa estimular a doação de órgãos, além da busca de direitos para os pacientes em fila de espera e para os transplantados.

Vários monumentos e pontos turísticos no país estarão iluminados de verde durante todo o mês de setembro, com o objetivo de chamar a atenção da população sobre a importância da doação de órgãos.

 

Saiba mais sobre a Doação de Órgãos e Tecidos

 

O que é Doação de Órgãos?

A doação de órgãos ou de tecidos é um ato pelo qual manifestamos a vontade de doar uma ou mais partes do nosso corpo para ajudar no tratamento de outras pessoas.

A doação de órgãos como rim, parte do fígado e da medula óssea pode ser feita em vida.

Já o doador falecido pode doar rins, coração, pâncreas, pulmão, fígado, e também tecidos como córnea, pele e ossos, sempre após a autorização dos familiares.

Como posso ser doador?       

De acordo com a legislação brasileira, para ser doador de órgãos e tecidos, não é preciso deixar nada por escrito; basta avisar a família, de forma clara sobre a decisão. Porém, a doação só acontece após a autorização familiar documentada.

Por que doar?

Doar órgãos é um ato de amor e solidariedade. O transplante pode salvar vidas, no caso de órgãos vitais como o coração, ou devolver a qualidade de vida, quando o órgão transplantado não é vital, como os rins. Além disso, estrutura a saúde física e psicológica de toda a família envolvida com o paciente transplantado.

Para quem vão os órgãos doados?

Os órgãos doados vãos para pacientes que necessitam de um transplante e já estão aguardando em uma lista de espera única. A compatibilidade entre doador e receptores é determinada por exames laboratoriais e a posição em lista é determinada com base em critérios como tempo de espera e urgência do procedimento.

Fotos: Divulgação | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha