Publicidade

A proliferação do mosquito borrachudo aumenta nessa época mais quente do ano. A infestação pelo inseto causa diversos transtornos para os moradores da área rural, como queda na produção, dificuldade para o trabalho por conta das desagradáveis picadas, entre outros malefícios que também afetam a vida urbana.

Para minimizar estes efeitos indesejáveis, o setor de combate ao borrachudo da Secretaria de Saúde começou em novembro a campanha de aplicação do inseticida BTI, que é um larvicida que combate a reprodução da praga. Dividida em três etapas, a ação teve a segunda aplicação no sábado. A terceira e última será realizada no 23 de dezembro. A aplicação é efetuada em cerca de 55 pontos do município, num total de 234 litros de BTI ao custo de R$ 23.634,00 para três aplicações.

Com as aplicações, realizadas simultaneamente em cada comunidade e repetidas a cada 15 dias, interrompe-se o ciclo de reprodução do borrachudo, que é de aproximadamente 25 dias entre as fases de ovos, pupa e a adulta. Além das aplicações anuais do larvicida, é importante salientar que a preservação ambiental também colabora para a diminuição da população do mosquito. Lixo, dejetos animais e matéria orgânica nos córregos, riachos e demais cursos d’água favorecem a procriação do inseto. A recuperação das áreas às margens dos riachos também previne a infestação.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha

Publicidade