Publicidade

Cuidados simples podem fazer a diferença na proteção da pele contra os danos dos raios solares. Todas as pessoas, independentemente da raça ou etnia, sofrem com a exposição excessiva ao sol. Por isso, a dica é evitar o bronzeamento e utilizar sempre algum tipo de proteção quando for realizar atividades ao ar livre.

Confira as orientações do Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde para prevenir problemas com o sol neste verão:

Como utilizar o protetor solar?

Aplique o protetor solar na pele no mínimo 30 minutos antes da exposição ao sol. Todos os protetores solares, mesmo os resistentes à água, devem ser reaplicados após:

  • duas horas de exposição contínua ao sol;
  • nadar ou mergulhar;
  • secar-se com toalhas;
  • praticar exercícios físicos;
  • suar excessivamente.

Não esqueça de passar protetor solar nas partes mais vulneráveis como: orelhas, pescoço, nariz, pés e mãos.

Observe sempre na embalagem:

  • Número de registro do produto na ANVISA/MS;
  • Indicação do FPS (de acordo com o tipo de pele);
  • modo de usar;
  • prazo de validade;
  • Indicação da necessidade de reaplicação do produto para manutenção de sua eficácia;
  • Orientações e advertências, tais como: “Atenção: este produto não oferece nenhuma proteção contra insolação”.

FIQUE ATENTO

A proteção contra os efeitos do sol é importante durante todo o ano e não somente no verão. Os raios ultravioletas (UV) alcançam a terra também em dias nublados e com pouca luminosidade.

Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA

Publicidade